Especial Harmonização – Vinhos e bacalhau

Bacalhau é um prato que muita gente gosta. Acompanhado de um bom vinho então, hummm… Para te ajudar a acertar na combinação entre o prato e a bebida, começamos a partir de hoje um especial de harmonização de vinhos.

A cada semana postaremos uma opção diferente para harmonizar vinhos e os mais variados pratos. Para essa primeira dica escolhemos o bacalhau. Vamos contar um pouco da história desse tradicional alimento e sugerir alguns vinhos para tornar suas refeições ainda mais prazerosas.

A história desse peixe mundialmente apreciado é milenar. Alguns registros confirmam inclusive a existência de fábricas para processar o alimento na Noruega e na Islândia durante o século IX. Sua descoberta é atribuída aos vikings. Encontrado com fartura nos mares que navegavam, o bacalhau foi inicialmente chamado de cod gadus morhua. Na ausência do sal, desidratavam a carne até chegar à consistência semelhante à de uma tábua de madeira, possibilitando o consumo durante as longas viagens pelos oceanos.

Por muito tempo a comercialização de alimentos era limitada pela dificuldade na conservação (vale lembrar que a geladeira surgiu no século XX). O bacalhau revolucionou o segmento, pois além de garantir a perfeita conservação, o método de salgar e secar a carne mantinha os nutrientes e apurava o paladar. O método era ainda mais eficiente por conta do baixíssimo teor de gordura e alta concentração de proteínas.

No Brasil, o hábito de consumir este peixe chegou com os portugueses, na época do descobrimento. Mas a grande difusão em nossa culinária aconteceu com a chegada da corte portuguesa, no início do século XIX (é de 1843 o registro da primeira carga de bacalhau importada da Noruega).

Um dos pratos mais apreciados pelos frequentadores do Ráscal é a lasanha de bacalhau. A composição da massa com creme de leite e o bacalhau permite o acompanhamento de vinhos brancos amadeirados ou tintos de médio corpo com taninos já bem definidos.

Seguem sugestões:

· Tinto

Edizione Cinque – Vermelho-grená brilhante. Paladar muito intenso e persistente, com notas de framboesas, ameixas, groselhas maduras, toque de tabaco e tostado em seu final. Bem estruturado, textura macia, taninos elegantes, com final de boca marcante e persistente. Apresenta notas de baunilha e chocolate. Um vinho marcante e equilibrado.

· Branco

Hunter Chardonnay – Amarelo palha, límpido e brilhante. Percebe-se frutas tropicais frescas (pêra e pêssego), com algumas notas de especiarias brancas e um toque de carvalho. Na boca há explosão de fruta tropical. Macio e cremoso com um bom equilíbrio entre a acidez, fruta e madeira, com longo final de boca.

Esperamos que aprecie!

Anderson Teixeira (Sommelier Ráscal Itaim)

Compartilhe
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
Esta entrada foi publicada em Vinhos e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Especial Harmonização – Vinhos e bacalhau

  1. Nelson Manuel Monteiro Maia disse:

    Só uma dica para vocês….já provaram o vinho verde Branco do Norte de
    Portugal,esse sim acompanha excelentemente qualquer prato de bacalhau e de mariscos.
    Se desejarem mais informações entrem em contato comigo.
    Ao vosso dispor

    Nelson Maia

  2. Ráscal disse:

    Olá Nelson,

    Estamos repassando sua dica para a área de gastronomia.

    Um abraço,
    Equipe Ráscal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *