Saboroso & Saudável

vinho-sommelier

Eles já fazem parte do dia a dia e estão em todos os lugares. Os produtos orgânicos, nos últimos anos, viraram febre nas prateleiras e opção preferida na mesa de muitos brasileiros. Eles apresentam textura, cor e até mesmo sabor mais acentuado. Mas as diferenças não param por ai. A quantidade de nutrientes dos orgânicos e dos não orgânicos pode até ser a mesma, mas o primeiro sai ganhando por não possuir nenhuma substância química que possa prejudicar o desenvolvimento do organismo.

Assim, o consumo de produtos desse gênero se espalhou de tal modo que, além dos alimentos, as bebidas também acabaram ganhando uma versão “mais limpa”. Uma das melhores companhias para quase todos os tipos de pratos, os vinhos, por exemplo, já desenvolveram há algum tempo esse rótulo. Produzidos sem o uso de agrotóxicos, esse tipo da bebida substitui o defensivo agrícola por compostos orgânicos e pelo uso de animais, predadores naturais de alguns insetos e pragas, durante o processo de produção. Na adega também são evitados artifícios de vinificação que não sejam naturais da uva, como alterações em laboratório, microoxigenação – alternativa ao envelhecimento do vinho em barris – e outras maquiagens.

 

Além dos orgânicos, os vinhos ainda apresentam uma outra vertente, a biodinâmica. Para a produção desse tipo é obrigatório o uso de uso de frutas livres de aditivos e o mínimo de intervenção possível na vinificação. Nesses casos, o vinicultor trabalha diretamente com os solos para que ganhem vida. É comum também a observação dos ciclos naturais, inclusive a posição dos astros, para conduzir as plantações, além do uso de compostos naturais para fortalecer o solo e proteger as videiras das pragas.

Abre-se mão de uma série de recursos utilizados nos convencionais, como enzimas, corretores de acidez e do anidrido sulfuroso, um potente conservante que, em excesso, dificulta o trabalho do fígado na degradação do álcool.

 

Compartilhe
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
Esta entrada foi publicada em Vinhos, Curiosidades, Novidades. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *